sexta-feira, 7 de agosto de 2009

ESPELHO - 2005

VEM OUVIR OUTRA VEZ, “X”;


AS “N” COISAS QUE EU JÁ TE DISSE;

COMO SE TEU ROSTO E ALMA JÁ NÃO FOSSEM OS MESMOS;

MAS O ESPELHO DE VOCÊ, QUE MOSTRA MEU DESEJO, REFLITA OUTRA VEZ EM MIM;

VEM SACUDIR, UMA VEZ MAIS, MEUS SONHOS;

“BEM DIZER” MEUS TEMPOS E ENTORPECER MINHA MENTE;

INQUIETAR MEUS OLHOS;

VEM ... MESMO QUE SEJAS OUTRO;

MAS QUE PERMANEÇAS SEMPRE NA LEMBRANÇA, DE COMO SEMPRE TE CONHECI;

VEM PARA QUE EU TE RECONHEÇA E FINALMENTE POSSA SONHAR QUE NÃO ÉS SONHO



Nenhum comentário:

Postar um comentário