sexta-feira, 14 de agosto de 2009

ENSINA-ME - 2009

O QUE PODE SER SENTIR-SE ASSIM?


COMO PODE SEPARAR FATOS DE SONS, A EMOÇÃO DA FALA, A INDIGNAÇÃO DO GRITO?

COMO DÁ PRA CALAR O QUE VIBRA?

COMO SE ADESTRA A ALMA; A LÍNGUA; O PULSO?

COMO DÁ PRA APOSTAR TUDO NO ATO?

COMO DÁ PARA, SEM FALAR, FALAR?

CEGAR A VOZ?

NADAR, SEM MERGULHAR?

CORRER, SEM SUAR?

SUAR POR SUAR?

COMO A VERGONHA CONSEGUE SER INQUILINA DE UM SENTIMENTO NOBRE?

COMO PODE SER SENTIR-SE ASSIM?

COMO PODE NÃO QUERER SE LIBERTAR?

COMO PODE O PESADELO FAZER BEM E SONHOS DEMAIS FAZEREM MAL?

E SE FOSSE FREUD?

COMO PODE?

COMO PODE SER ESSE O CAMINHO?

COMO ALGUÉM PODE NÃO CABER NO MUNDO?

ASSALTAR A EXISTÊNCIA;

COMO ALGUÉM PODE NÃO CABER EM SI?

COMO ENCHER, SEM TRANSBORDAR?

COMO SE EVITA O PRÓXIMO GOLE, QUANDO A GARGANTA EXIGE?

QUANTO VALE CONTER O SAL E SORRIR AÇÚCAR?

ATÉ QUANDO?

COMO SABER SE, NO FUNDO, ISSO TUDO PODE SER BOM?

COMO PODE SER BOM?



3 comentários:

  1. Suas poesias estão ficando cada vez mais "maduras"
    Estou gostando muito.Parabéns!!!!
    Junior

    ResponderExcluir
  2. Escondendo o jogo?(rs). Sua escrita também é fantástica. Nunca me disse que tinha um blog. Parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Nunca te disse, foi?? rs É que ainda estou me organizando. Comecei a selecionar o material, há pouco. Fico lisonjeada!! Voltaaaaa!!!!

    ResponderExcluir